NOTÍCIAS

Acidente de trânsito envolvendo buraco mata mulher de 52 anos em Ribeirão Preto

 17/07/2017, 09:51:05
Segundo testemunhas, ela seguia na garupa de uma moto e condutor tentou desviar do obstáculo, mas não conseguiu. Se eles [prefeitura] não tomarem providência, vai acontecer mais, diz irmão.
Uma mulher de 52 anos morreu e um homem ficou ferido neste sábado (15) após um acidente de trânsito envolvendo um buraco em um cruzamento do bairro Parque Ribeirão, zona oeste de Ribeirão Preto (SP). Segundo testemunhas, Maria de Lourdes Feliciano estava na garupa de uma moto, e o condutor não conseguiu desviar do obstáculo. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.
Esta é a terceira morte registrada este ano em Ribeirão Preto com vítimas de acidente de trânsito envolvendo buracos.
Segundo José Manoel Feliciano Neto, irmão da vítima, a família avalia processar a prefeitura. “É um descuido, tem alguém que é responsável. Eu creio que temos ir atrás pra acabar com essa buraqueira, senão a gente está perdido. Se eles [prefeitura] não tomarem providência, vai acontecer muito mortes.
Em nota, a prefeitura informou não saber o motivo do acidente, lamentou o ocorrido e disse que tomará todas as medidas necessárias.
 
Asfalto que mata
O acidente aconteceu quando o casal seguia de moto pela Rua Major Ricardo Guimarães. Ao passar pelo cruzamento com a Rua José de Assis Lemos, o condutor avistou o buraco, tentou frear e desviar, mas o veículo acabou derrapando e as duas vítimas caíram no chão.
Maria de Lourdes sofreu um grave ferimento na cabeça e perdeu sangue. Ela foi socorrida pelo Serviço de Atendimento de Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu. O companheiro dela ficou ferido na perna e foi levado ao pronto-socorro do bairro Vila Virgínia.
Para o representante comercial Gilberto Matos, a morte de Maria de Lourdes é uma “tragédia anunciada”, uma vez que os buracos no local oferecem riscos a motoristas e a pedestres há pelo menos um ano. Ele afirma que ver quedas de motociclistas por causa da falta de reparos no asfalto se tornou algo comum na vida dos vizinhos.
“A gente está cobrando a prefeitura, vereador, só que não adianta. Ninguém vem e ninguém resolve. Há uns 4 meses, teve um vazamento do Daerp no mesmo quarteirão e aqui virou uma lagoa. Eu moro aqui na esquina e à noite você escutava o barulho de moto caindo, o pessoal caindo e machucando”, diz.
 
Insegurança e revolta
O morador cobra providências da prefeitura e protesta contra o que considera um descaso com a vida. “E agora? E a vida da moça? E se fosse uma filha de um vereador, uma filha do prefeito? Isso que revolta. A gente paga os impostos pra isso. É revoltante. Infelizmente, eu como ribeirão-pretano, estou decepcionado.”
Para o mototaxista Valmir Lima da Silva, a precariedade do asfalto nas ruas de Ribeirão Preto agrava ainda mais os problemas com a segurança no trânsito.
“Eu tenho medo. Dirigir em Ribeirão virou uma aventura. De moto é perigoso, mas com essa buraqueira que a gente enfrenta, ficou muito pior. O trânsito é perigoso, mas a buraqueira aumenta mais a insegurança”, diz.
Outras mortes
Com o caso de Maria de Lourdes já são três as mortes neste tipo de acidente em Ribeirão Preto este ano. No dia 27 de junho, o entregador de pizzas Edward Alves da Silva Júnior, de 30 anos, morreu ao cair de moto em um buraco no cruzamento das ruas Prudente de Morais e Marechal Deodoro. Segundo moradores, o asfalto estava danificado há pelo menos cinco anos.
Em fevereiro, o motoboy Matheus Silva, de 25 anos, morreu nove dias após cair com o veículo em um buraco na Avenida Bandeirantes, na zona oeste de Ribeirão Preto. Ele passou por várias cirurgias e entrou em coma.
 
Fonte: http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/acidente-de-transito-envolvendo-buraco-mata-mulher-de-52-anos-em-ribeirao-preto.ghtml

NOTÍCIAS